quarta-feira, 8 de agosto de 2007

AS TRÊS GRANDES FORMAS DE PENSAMENTO

“Pedimos somente um pouco de ordem para nos prote­ger do caos. Nada é mais doloroso, mais angustiante do que um pensamento que escapa a si mesmo, idéias que fogem, que desaparecem apenas esboçadas, já corroídas pelo esque­cimento ou precipitadas em outras, que também não domi­namos. (...) Perdemos sem cessar nossas idéias. É por isso que queremos tanto nos agar­rar a opiniões prontas.

Nossas opiniões são feitas de tudo isso. Mas a arte, a ciência, a filosofia exigem mais...

O que define o pensamento, as três grandes formas do pensamento, a arte, a ciência e a filosofia, é sempre enfren­tar o caos, traçar um plano, esboçar um plano sobre o caos. (...) A filosofia quer salvar o infinito fazendo surgir conceitos. A ciência, ao contrário, renuncia ao infinito para definir estados de coisas com suas funções. A arte quer recriar o infinito através de compostos de sensações.

Pensar é pensar por conceitos, ou então por funções, ou ainda por sensações, e um desses pensamentos não é melhor que o outro.”

(trecho do livro O que é a Filosofia?, de Gilles Deleuze, pp. 253-261)

2 comentários:

Anônimo disse...

prof eh o will ramos do 2e

então podemos conversar na hipotese, em que eu de upgrade no seu site e vc me da uma notinha assim basica..


bjo

prof.ª Adri disse...

Will, pode estar certo que estará valendo o seu esforço. Não é o professor quem dá nota, mas o aluno é quem a tira!
bjinho