quarta-feira, 13 de junho de 2007

Informação X Conhecimento

Diante de uma mídia provedora de "fatos" e do acesso a mecanismos de pesquisa na internet, nós precisamos nos perguntar se há diferença entre acúmulo de dados e conhecimento. O educador Cipriano Luckesi tenta aproxima-se desse questionamento quando procura respondê-lo afirmando que o conhecimento é a explicação/elucidação da realidade e decorre de um esforço de investigação para descobrir aquilo que está oculto, que não está compreendido ainda. Só depois de compreendido em seu modo de ser é que um objeto pode ser considerado conhecido. Adquirir conhecimentos não é compreender a realidade retendo informações, mas utilizando-se destas para desvendar o novo e avançar, porque quanto mais competente for o entendimento do mundo, mais satisfatória será a ação do sujeito que a detém. Milhões de informações não representam nenhum conhecimento. Ainda hoje vale a definição de ciência do filósofo Aristóteles, formulada na sua obra chamada Organon: a ciência é como conhecimento certo pelas causas. Ele quer dizer com isso que para saber algo em profundidade é preciso relacionar conceitos, saber as causas, o porquê das coisas. Este é um dos grandes dilemas do novo século, impulsionado pelo rápido e fácil acesso a fontes de informação. Podemos obter instantaneamente milhões de informações, mas corremos o perigo de tornar-nos incapazes de processá-las de um modo orgânico, integrado, coerente, através da relação causa-efeito que caracteriza o conhecimento científico.

2 comentários:

rafael disse...

Oi Donaaa...
Seu blog ta mto bom!!
Bjuss...
Rafa Miranda
2°F

Deivid Santos disse...

Qual o perigo que a arte de massa oferece para as pessoas ?